Cidinha da Silva no Leia Mulheres de Ribeirão Preto

Cidinha da Silva no Leia Mulheres de Ribeirão Preto

Postagens populares

Visualizações de páginas da semana passada

Google+ Badge

Translate

25 de fev de 2017

Na Rede (3)


Por Cidinha da Silva

Rio que me acabo de gente que lê tudo o que você escreve e só curte (até compartilha!) aquilo que não é autoral. Devem viver certa angústia pois emitem mensagens dúbias (e complementares). A primeira é: "te leio e quero muito saber o que você escreve, o que pensa, mas não pago de leitora sua". A segunda, "respiro aliviad@ quando posso curtir (e até compartilhar) algo que você publica, mas que não é de sua autoria". Fifty-fifty para manifestações de mulheres e homens nesse campo.

Rio também do povo que lê tudo e só se manifesta para dizer que algo está ruim e/ou para corrigir erros ou supostos erros da autora. Invariavelmente são homens. 

17 de fev de 2017

Na rede (2)


Por Cidinha da Silva
A surpresa, a cada artimanha do golpe, é placebo para nossa agonia.

Na rede (1)


Por Cidinha da Silva

Uma pessoa disse: Ontem foi o fim do mundo? Perdi. E sorriu.
A outra respondeu: Não, amiga, o mundo já acabou faz tempo. Restamos nós, os cacos.

Canções de amor e dengo, por Mariana Santos de Assis






Começando o dia com os amores e dengos de Cidinha da Silva, me deparo com um denguinho que parece ter sido feito pra mim...consegui me ver criança (e ainda hoje), olhando as tempestades pela janela, fascinada, encantada, em transe quase. Também me vi um pouco maiorzinha saindo no meio da chuva, só pra me benzer ;)
A pimenta era (e ainda é) só um encantamento mesmo, a boca cheia d'água por causa do cheiro, da cor, do brilho, do prazer nos olhos de minha mãe comendo a comida incandescente, coberta pelo caldo brilhante e mastigando, corajosa, os pedacinhos de fogo coloridos... Mas eu... incapaz sequer de provar.
Enfim, a poesia e suas delícias <3 span="">
(Texto da foto: Silva, Cidinha da. Canções de amor e dengo. São Paulo: Edições Me Parió Revolução. 2016. p. 25)

15 de fev de 2017

Leitura de Preta, canal no youtub

Por Fabiana Lima

Não foi domingo, porque a tecnologia não deixou, mas hoje enfim no canal o primeiro vídeo da série LEITURA DE PRETA, em que comentarei sobre livros, autoras, autores e temas relacionados à leitura que nos interessa. Começando com os livros MULHER NUA CRUA e #PAREMDENOSMATAR das pérolas negras da escrita Cidinha Da Silva e Mel Duarte. Agradeço à linda Vivian Da Silva, que me presenteou com parte do seu sonho de editar literatura, pensamento negro através da editora afrocentrada IJUMAA!!! Vivian, agradeço a enorme gentileza, que tem me proporcionado momentos prazerosos e reflexivos de leitura. Espero que o looongo vídeo traduza o entusiasmo que tenho tido com essas leituras inspiradoras!!!! Espero que todxs gostem!!!!

Veja o link: https://www.youtube.com/watch?v=_uGBBZr_tIE

12 de fev de 2017

Curso #Parem de nos matar! um modo de educar os afetos pela leitura - uma promoção do Lendo Mulheres Negras em Salvador

Curso # Parem de nos matar! um modo de educar os afetos pela leitura - uma promoção do Lendo Mulheres Negras em Salvador